Chkdsk: Saiba quando usar os 15 comandos chkdsk

Chkdsk: Saiba quando você deve utilizar o comando chkdsk no seu computador, e verificar conteúdos perdidos, erros e até mesmo reparação do disco HD ou SSD em poucos minutos.

Para quem não conhece, o comando chkdsk tem como objetivo, verificar seu Disco, sua utilização é rápida e bem eficaz utilizando o Prompt de comando, o CMD quando necessário.

Com ele, é possível identificar canais danificados ou com má funcionamento no disco, como partes ruins no intuito de recuperar e deixá-lo muito rápido.

Existem alguns comandos chkdsk que você deve utilizar, hoje, irei separar alguns dos mais importantes.

O comando chkdsk também está disponível via Prompt de Comando em Opções Avançadas de Inicialização e Opções de Recuperação do Sistema . Também funciona no Console de recuperação do Windows 2000 e Windows XP. Chkdsk também é um comando do DOS , disponível na maioria das versões do MS-DOS.

A disponibilidade de determinadas opções desse comando e outra sintaxes, podem diferir de sistema operacional para sistema operacional.

Comandos Chkdsk

Sua linha de comando, é praticamente nessa sequência, que pode ser:
[chkdsk]  [ /F ] [ /V ] [ / R ] [ /X ] [ /I ] [ /C ] [ /L : tamanho ] [ /perf ] [ /scan ] [ /? ]

Chkdsk como usar

  1. Pressione as teclas W + R
  2. Ao abrir o Guia executar digite: CMD para abrir o prompt de comando
  3. Digite os comandos desejados no modo administrador

Chkdsk: Saiba quando usar os 15 comandos chkdsk

Confira abaixo, quais você pode utilizar.

  • chkdsk: Será verificada a fragmentação.
  • /F Corrige os erros do disco.
  • /V Em FAT/FAT32: exibe o caminho completo e o nome de cada arquivo no disco. Em NTFS: exibe mensagens de limpeza, se houver.
  • /R Localiza setores inválidos e recupera informações legíveis (implicará /F quando /scan não for especificado).
  • /L:tamanho Somente NTFS: altera o tamanho do arquivo de log para um número especificado de quilobytes. Se o tamanho não for especificado, exibirá o tamanho atual..
  • /X Força a desmontagem do volume primeiro, se necessário. Então, todos os identificadores abertos no volume seriam inválidos (implica /F).
  • /I Somente NTFS: executa uma verificação menos rigorosa das entradas de índice.
  • /C Somente NTFS: ignora a verificação de ciclos na estrutura de pastas.
  • /B Somente NTFS: reavalia os clusters incorretos no volume (implica /R)
  • /scan Somente NTFS: executa uma verificação online no volume /forceofflinefix Somente NTFS: (deve ser usado com “/scan”) Ignora todo o reparo online; todos os defeitos encontrados são enfileirados para reparo offline (por exemplo, “comandos chkdsk /spotfix“). /perf Somente NTFS: (deve ser usado com “/scan”) Usa mais recursos do sistema para concluir o exame o mais rápido possível. Isso pode ter um impacto negativo sobre o desempenho das outras tarefas em execução no sistema.
  • /spotfix Somente NTFS: executa a correção de ponto no volume
  • /sdcleanup Somente NTFS: dados de descritor de segurança desnecessário de coleta de lixo (implica /F).
  • /offlinescanandfix Executa uma verificação offline e corrige no volume.
  • /freeorphanedchains Somente FAT/FAT32/exFAT: libera todas as cadeias de clusters órfãos em vez de recuperar seu conteúdo.
  • /markclean Somente FAT/FAT32/exFAT: marca o volume como limpo quando não é detectada corrupção, mesmo que /F não tenha sido especificado.

 

Sobre Arthur Oliveira

Arthur Oliveira, 26 anos. Formado em Marketing e CEO do OArthur.com Expert em Produtos Platina no Google Play e Blogger. Conhecido também por dar as melhores dicas e tutoriais do mundo financeiro, celulares, computadores e melhores engajamentos e entendimento sobre as redes sociais. Contato: oarthur.com@oarthur.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *